Centro Municipal de Educação Infantil na Palestina terá capacidade ampliada para 300 alunos em 2020

O novo CMEI será ampliado e terá capacidade para atender cerca de 300 alunos de 3 a 5 anos – um aumento de quase 50% no número de vagas oferecidas no antigo imóvel, bastante desgastado pela ação do tempo. “Assim como a Escola Municipal da Palestina, que também foi recuperada pela Prefeitura, o novo CMEI Maria Rosa Freire vai oferecer todo o conforto, segurança e orientação pedagógica de qualidade aos alunos. Com essa nova estrutura, será ampliado em quase 100 o número de vagas ofertadas. Esse é o esforço que a administração municipal está fazendo em ampliar o número de vagas na Educação Infantil – já saltamos de 20 mil, em 2013, para 44 mil, no fim de 2018. Com o programa Pé na Escola, a intenção da Prefeitura é fazer com que nenhuma criança de 4 e 5 anos, em 2019, fique fora da sala de aula”, relatou o prefeito.

Para a comunidade, a expectativa é a melhor possível com a reconstrução da unidade de ensino. “É uma emoção muito grande, pois a Rosa Freire foi construída pela própria comunidade, essa estrutura antiga tem uma história que faz parte do bairro. No entanto, tenho certeza de que vamos ter uma escola que realmente vai atender às demandas da comunidade. Todos nós agradecemos pelo olhar cuidadoso conosco”, afirmou a diretora Rosângela dos Santos, que há 15 anos atua na instituição.

Mãe de Ludmila, de 6 anos, recém-saída do CMEI Maria Rosa Freire, a dona de casa Joseane Souza, de 38 anos, ressalta a qualidade do ensino e a importância da ampliação da instituição. “Minha filha estudou aí e era uma ótima escola, com ensino e professores muito bons. Aqui estava precisando mesmo de mais vagas, pois ainda é muito difícil conseguir uma”, ressaltou, sobre a intensa demanda.

Estrutura – Com uma área de 1.414,93 m², o CMEI terá oito salas de aula, uma sala multiuso, varanda, solário, jardins, guarita, casa de gás, casa de lixo, casa de bombas, subestação, brinquedoteca, lavanderia, depósitos, copa, direção, coordenação, recepção, sala de professores, elevador, pátios, despensa, área para preparo de mamadeiras e alimentos, refeitório, sala de repouso e área para banho. A creche é adaptada para pessoas com deficiência, por isso terá elevador e banheiros apropriados.

O investimento foi de aproximadamente R$ 4 milhões de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) com contrapartida do município. Enquanto as obras são realizadas, os alunos da instituição serão relocados para o prédio de uma unidade particular, a Escola Modelo, que foi alugada pela Smed para garantir aos estudantes toda a comodidade necessária para o desenvolvimento do processo de aprendizagem.

Esta é a décima das 16 unidades escolares que estão sendo demolidas e reconstruídas pela Prefeitura, ação que soma investimentos da ordem de R$ 96 milhões. Até o momento, já estão sendo reconstruídas as escolas de Plataforma, Bom Juá, Fazenda Grande do Retiro, Boa Vista do Lobato, Engenho Velho da Federação, Nova Sussuarana, Pau Miúdo, São Cristóvão e Fazenda Coutos.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: