Câmara promove debate sobre o enfrentamento à fibromialgia

Sessão especial foi idealizada pela vereadora Marta Rodrigues

Os males provocados pela fibromialgia, considerada uma “doença invisível”, foram discutidos em sessão especial na Câmara Municipal de Salvador, na tarde desta quinta-feira (23), no Plenário Cosme de Farias. O evento foi requerido e dirigido pela vereadora Marta Rodrigues (PT). 
A solenidade celebrou os Dias Municipal e Mundial de Enfrentamento e Conscientização à Fibromialgia. Participaram da atividade profissionais de saúde, estudiosos e portadores da síndrome que atinge 17% da população, 95% do sexo feminino. A doença tem como principal sintoma a dor generalizada, que resulta em fadiga, afetando o cérebro e múltiplos sistemas do corpo. 
Segundo a vereadora, como vetor das decisões mais importantes para o futuro da cidade, a Câmara precisa pautar a questão e buscar meios de apoio junto ao orçamento do Município. “Esta sessão é especialíssima, porque a gente traz para esta Casa o debate que é de fundamental importância. A partir de ações como esta que a conscientização aumenta, aumentam os parceiros para a gente construir e pautar as políticas públicas”, avaliou Marta.
O evento contou com apoio da ONG Fibromialgia Doença Silenciosa e do Grupo Gente de Fibra. 

Pacientes com voz

Com uma explanação técnica, o ortopedista Marcelo Bonanza detalhou características da doença e apontou meios de tratamento por meio de terapias. Conforme destacou, as causas da fibromialgia estão associadas à sobrecarga de trabalho, insônia, traumas emocionais, depressão e até insuficiência hormonal. “É uma doença invisível, porque afeta o interstício – o campo sutil – por isso é tão difícil de identificar”, explicou Bonanza. 
O problema enfrentado para diagnosticar a fibromialgia também foi destacado pela enfermeira Denise Araújo, portadora da síndrome.  Para ela, a sessão organizada pelo mandato da vereadora é um marco. “O paciente de fibromialgia nunca teve voz e aqui na Câmara estamos tendo pela primeira vez”, afirmou, lembrando ainda do apoio do presidente da Casa, vereador Geraldo Júnior (SD). 
Denise Araújo dirigiu os trabalhos durante discurso de Marta. Além dos citados, integraram a composição da mesa a fisioterapeuta Maria Luiza Caires; Thaila Guimarães de Oliveira, especialista em Medicina do Trabalho; o coaching nutricional Luciano Jorge Alves; e o arte-educador Américo Egídio.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: