Economia

Bahia Produtiva é avaliado pelo Banco Mundial como referência em desenvolvimento rural

Com 35.385 famílias de agricultores familiares beneficiadas em toda a Bahia, por meio de 961 ações de incentivo à produção e à comercialização, o projeto Bahia Produtiva, do Governo do Estado, foi avaliado pelo Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD/Banco Mundial) como referência entre os projetos de desenvolvimento rural apoiados pelo banco no mundo. 

A avaliação é resultado da 12ª Missãol de Apoio à Implementação e Supervisão do projeto, realizada de segunda (1º) até esta quinta-feira (04), por meio de plataforma virtual. Os gestores do Bahia Produtiva apresentaram um balanço das ações que estão sendo executadas nos diversos sistemas produtivos, e que estão levando melhorias e renda para os agricultores familiares atendidos.

Também foram apresentadas as adaptações e procedimentos do projeto diante da pandemia provocada pelo Coronavírus (Covid-19), como o serviço de assistência técnica e extensão rural, que segue sendo ofertado aos beneficiários, e o edital emergencial de Segurança Alimentar e Nutricional, que vai apoiar 10 mil agricultores na produção de alimentos. Foram apresentados ainda o plano de ação e dos indicadores das Centrais de Água de Jacobina e Seabra e um balanço do Plano de Segurança Alimentar e Nutricional e das ações de capacitação. Mereceu destaque do Banco o trabalho de Comunicação que está sendo feito pela Ascom da SDR/CAR, para vencer as barreiras do isolamento social, com atividades virtuais, tais como videoconferências, seminários e demais ferramentas que hoje permitem a internet e as redes sociais.

A programação contou com “Visitas Virtuais” a empreendimentos apoiados pelo projeto, que apresentaram experiências sobre gestão e acesso a mercados, a partir da estratégia de Alianças Produtivas, edital que tem a finalidade de promover a relação entre cooperativas e associações com setor privado, como a Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Coopercuc), localizada em Uauá, e a  Cooperativa Agroindustrial Vale do Paraíso (Cooperparaíso), em Sobradinho. Também foi realizada visita virtual à Associação Indígena Pataxó da Aldeia Meio da Mata, em Porto Seguro, beneficiada pelo edital socioambiental. 

O projeto Bahia Produtiva é executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), a partir de acordo de empréstimo com o Banco Mundial. 

O secretário da SDR, Josias Gomes, declarou que a avaliação do Banco é muito importante para se saber que o caminho que está sendo percorrido é o certo: “Todas as observações nos guiam também para que possamos aprimorar e buscar aperfeiçoar as nossas ações. Seguimos um caminho muito firme de promover o desenvolvimento da agricultura familiar baiana”. 

O diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, destacou que o Bahia Produtiva vem trazendo muitas inovações ao longo desses cinco anos: “O projeto trouxe a implementação dos Agentes Comunitário Rurais (ACRs), o aplicativo de compras SOL (Solução Online de Licitações), os planos de negócios participativos, entre outras inovações. É um projeto que vai deixar um legado para as famílias atendidas e pra sociedade como um todo”. 

A gerente do projeto e especialista Sênior em Desenvolvimento Rural do Banco do Mundial, Fátima Amazonas, afirmou que a missão de supervisão foi concluída com sucesso e com resultados positivos, mesmo diante da pandemia: “Os resultados identificados pela equipe do Banco Mundial são bem significativos, tanto no atendimento dos componentes e número de beneficiários e também das ações de inovação, neste período de pandemia. Esse é um projeto de destaque dentro os financiados pelo banco”.

Etiquetas
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: