Cultura

Aos 80 anos, ator e diretor Harildo Déda recebe sala com seu nome na FGM

Ator, diretor e professor aposentado da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Harildo Déda é um dos ícones do teatro na Bahia. Carregando na bagagem 20 espetáculos como diretor e 70 peças como ator, Déda, que completou 80 anos no mês passado, foi surpreendido por uma homenagem feita pela Fundação Gregório de Mattos (FGM), nesta segunda-feira (9), no Espaço Cultural Boca de Brasa, na Barroquinha. Uma das salas do novo prédio da FGM agora carrega seu nome. Logo após a surpresa, o ator fez questão de entrar em cena e ministrou uma oficina de teatro que contou com a presença de 25 participantes, incluindo atores profissionais e estudantes de teatro.

No alto da porta, uma mostra fotográfica exibe várias fotos em que Déda aparece atuando. Nas laterais, duas placas trazem um texto de Paulo Henrique Alcântara, dramaturgo, diretor e professor doutor da Escola de Teatro da UFBA que falam um pouco sobre ele. Para o homenageado, a inciativa da FGM foi um grande lisonjeio. “É bem mais que uma surpresa. É uma verdadeira micareta do meu aniversário. Eu mereço porque é do passado que fazemos o presente e a partir dele tentarmos prevê o futuro”, brinca Déda.

De acordo com o presidente da FGM, Fernando Guerreiro, a ideia de nomear uma das salas com o nome do ator é uma homenagem mais do que justa, por se tratar de um veterano na ativa e referência do teatro baiano. “Queremos preservar a memória do teatro baiano. O teatro tem passado, tem história e prova disso é o trabalho de Déda que completou 80 anos e segue atuando e passando adiante todo conhecimento da sua arte. Ele é acima de tudo um professor que já formou inúmeros atores da nossa cidade”, frisa Guerreiro.

A experiência de Déda no teatro inspira o ator, Marcelo Praddo, que fez questão de participar da oficina. Visivelmente emocionado, ele leu em voz alta o texto do dramaturgo, diretor e professor doutor da Escola de Teatro da Ufba, de Paulo Henrique Alcântara que fica afixado em placas nas laterais da porta. “Não sei nem descrever o que sinto participando desse momento único. A homenagem é justíssima por entender que Déda faz parte da formação de todos nós atores. É uma honra aprender com ele, o mestre do teatro”, assinalou. A oficina tem duração de dois dias e se encerra no dia 11.

Trajetória – O despertar pelo teatro surgiu na infância em Simões Filho ao assistir seu primeiro filme “A noiva de Frankenstein”. Na TV atuou em séries como “O Pagador de Promessas”, “Dona Flor e seus Dois Maridos”, “Carga Pesada”, e no cinema participou de filmes consagrados como “Tieta do Agreste”, “Central do Brasil” e “Cidade Baixa”. Foi mestre de artistas que hoje são reconhecidos e famosos como Vladimir Brichta, Marcelo Flores e Alethea Novaes. Conheça mais sobre a história de um artista apaixonado pela arte de representar.

Uma das produções de destaque em 2019 é o espetáculo “Em Família” que conta com a direção de Marcelo Flores e texto de Oduvaldo Vianna Filho e comemora os 80 anos de vida do ator Harildo Deda e os 20 anos de trabalho da companhia de teatro Os Argonautas. Em Família”, 9ª montagem da companhia Os Argonautas, é protagonizada por Harildo Deda ao lado de Neyde Moura e mostra uma família típica brasileira que tem os pais, o casal de idosos Seu Sousa e Dona Lu, despejados da casa onde moram por não terem condições financeiras para mantê-la.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: