Neojiba completa 12 anos com festival para comemorar conquistas de 2019

Os Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojiba) completaram 12 anos de fundação. Para comemorar, não poderia ser de outra forma – jovens e crianças com instrumentos nas mãos, em 12 apresentações realizadas neste sábado (19), na nova sede do programa, no Parque do Queimado, em Salvador.
 
O ano de 2019 foi de conquistas para o Neojiba, segundo o diretor fundador da instituição, maestro Ricardo Castro. “Este ano o Governo do Estado começou a implantação dos núcleos territoriais do Neojiba, e essa implantação terá um impacto inédito no interior do estado. Isso para a gente é uma grande vitória. Outra ação desses 12 anos é esta sede nova, pronta para expandir a iniciativa de uma maneira sustentável, como política pública bem estabelecida e abraçada por toda a sociedade. Chegamos à ‘adolescência’ como uma das maiores políticas públicas do país”.
 
Entre os resultados obtidos nestes 12 anos de Neojiba, Ricardo Castro destacou o ineditismo de se presenciar, em bairros periféricos e no interior do estado, crianças e adolescentes andando com instrumentos da música erudita. “Eles chegam com alegria, sentindo-se acolhidos, com confiança e com uma prática musical de excelência. Isso é uma vitória construída pouco a pouco, e com isso nós alcançamos uma visibilidade internacional. Então, esse programa é exemplo para muitos outros. Antes de 2007, não havia 10% das orquestras infantis e juvenis que existem hoje”.
 
Um exemplo dessa alegria e dedicação dos alunos é Renata Esther, 12 anos, que toca clarinete e mora na Liberdade. “Eu estou no Neojiba há três anos. O que eu mais gosto é tocar o meu instrumento, e desse espaço enorme que tem essas plantas verdes. O Neojiba é tudo para mim, eu sinto que ele vai abrir oportunidades que eu ainda não tenho, mas que eu vou ter. Isso tudo está sendo mágico. O Neojiba foi um sonho para mim, que eu não quero acordar”.
 
O pai de Renata, Romário Silveira, é só orgulho e gratidão.  “Eu trouxe a Renata porque é uma coisa maravilhosa. Em um país onde a sociedade não acolhe muito os jovens, eles não têm muito o que fazer. Colocando aqui, além do desenvolvimento psicológico e físico, Renata pode aproveitar esse talento natural que ela tem, do artista. Então a gente se sente agraciado por ter essa oportunidade e por ter o Neojiba aqui perto de casa. Tem muitas crianças que não têm essa oportunidade”, ressaltou.
 
Olhos atentos, ouvidos afiados, a plateia é quem ganha o presente nas comemorações. Dona Paula da Mota, 85 anos, anda com a ajuda de um aparelho e foi levada pelos filhos para assistir à apresentação do Neojiba. “É a primeira vez que venho e estou encantada, feliz e emocionada. O ambiente é muito bom, fui muito bem tratada e agora vou quere vir todas as vezes que tiver apresentação”. 
 
Segundo a diretora de Marketing do Neojiba, Mariana Pereira, como parte das comemorações dos 12 anos do Neojiba, o projeto está fazendo uma campanha para levantar fundos e construir um palco ao ar livre. A cada real doado, o BNDES vai contribuir com mais dois reais, triplicando o valor arrecadado. Para participar, basta acessar o site www.benfeitoria.com/neojiba. As cotas de contribuição podem ser feitas a partir de R$ 10 e podem ser adquiridas até o dia 13 de novembro.
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: